Este site utiliza cookies. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização.  Saiba mais 

Versão de Impressão
Ciclo formação Solvência II
A APETÊNCIA AO RISCO | Um processo central na abordagem ERM - do conceito à implementação operacional
Carga Horária

7 horas


Preço

Associados: 262,50 Euros

Não Associados: 393,75 Euros

Desconto global de 10% em mais do que uma inscrição da mesma empresa


Local e Datas

Lisboa, 23 de fevereiro de 2017


Adicionar ao calendário


Horário

Horário: 09.15h às 13.00 - 14.00h às 17.15h

Local de realização:
APS - Rua Rodrigo da Fonseca, 41, 1250-190 LISBOA

Conteúdos Programáticos
  1. A apetência ao risco - os conceitos fundamentais

  2. Perfil de risco, ORSA, orçamento e apetência ao risco

  3. Definição do dispositivo de apetência ao risco e desafios na sua implementação

  4. A quantificação da apetência ao risco

  5. Desagregação da apetência ao risco em limites operacionais

  6. Caso prático

  7. Análises, recomendações e conclusões


Breve Descrição

O ambiente regulatório que muitos países enfrentam está a ficar mais rigoroso, e a apetência e tolerância ao risco destacam-se cada vez mais como temas prioritários. As organizações necessitam de definir as suas categorias específicas de risco e determinar o nível de risco que estão dispostas a assumir para alcançar os seus objetivos de negócio.

 A apetência ao risco é, porém, uma matéria complexa, onde as ameaças necessitam de ser equilibradas em relação às oportunidades e às diferentes expetativas dos reguladores, dos acionistas, dos órgãos de gestão e de outras partes interessadas.

 Esta formação sobre a apetência ao risco oferece uma visão abrangente do seu conceito e da sua implementação efetiva em instituições financeiras, desenvolvendo também as capacidades práticas necessárias para construir uma estrutura e um sistema de apetência ao risco.


Objetivos

Pretende-se que o formando adquira os conhecimentos para:

  • Explicar as diferenças entre apetência ao risco, tolerâncias de risco e os limites de risco
  • Compreender a finalidade e os benefícios de um dispositivo de apetência ao risco e o respetivo processo de governação
  • Definir a apetência ao risco cobrindo vários critérios e orientações
  • Desenvolver métricas de apetência ao risco e definir os níveis para desencadear ações
  • Estabelecer indicadores-chave de risco e controlo com base nas métricas de apetência ao risco
  • Personalizar e utilizar a apetência ao risco dentro do dispositivo de ERM da companhia 


Destinatários

Colaboradores da atividade seguradora das Áreas de Gestão de Risco, Financeira, Gestão de Investimentos, Auditoria e Controle Interno. Auditores e Consultores.


Formador

Snejina Malinova
Diretora Geral da Optimind Winter Portugal


Informação

APS - Rua Rodrigo da Fonseca, 41, 1250-190 LISBOA

Tel.: 213 848 100 - Fax: 213 848 198

e-mail: form@apseguradores.pt


 

ABOUT APS

APS, which was founded in 1982, is a non-profit association of the insurance and reinsurance companies operating in the Portuguese market, irrespective of their legal nature or country of origin. All the APS members represent now more than 99% of the insurance market, both in turnover and in total permanent employees.

ADDRESS | CONTACTS

APS | Portuguese Association of Insurers
-
41 Rodrigo da Fonseca St.
1250-190 Lisbon
T. 213 848 100
F. 213 831 422
-
apseguradores@apseguradores.pt
www.apseguradores.pt
Click here to see your activities